O responsável pela pasta das telecomunicações revelou ontem na comissão que fazia o balanço das atividades nesta área, que até ao próximo ano a esmagadora maioria das zonas rurais do Brasil devem já conseguir tirar partido do compromisso assumido pelos operadores que garantiram licenças para o 4G.


Nas contrapartidas que estas empresas aceitaram estava a obrigação de reforçar a cobertura de voz e dados móveis nas zonas rurais do país, com tecnologias anteriores ao 4G, como o 3G. Até 2015 essa obrigação estará cumprida em 91% do território, garantiu Paulo Bernardo, ministro das comunicações, citado pelo IDG.


Dados divulgados pelo responsável indicam ainda que entre dezembro de 2010 e janeiro de 2014 a Internet móvel cresceu 416% no país. Nesse período, o número de municípios com cobertura de serviços 3G passou de 824 para 3.190.


No 4G os planos de cobertura estão a avançar no terreno. Prevê-se que até maio as capitais de municípios com mais de 500 mil habitantes tenham acesso ao serviço. Até dezembro a obrigação estende-se a às cidades com mãos de 100 mil habitantes.


Para este ano o Brasil tem previsto o leilão da faixa de 700 MHz, que ajudará a garantir condições para expandir a tecnologia e o governante também sublinhou que devem ser tomadas as medidas necessárias para garantir que as tecnologias móveis são a resposta para levar a Internet a todo o país.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.