O ADSL continua a dominar no número de ligações, assegurando 42,8% do total, seguida do cabo, que assegura 37,9% das ligações de banda larga existentes no país no final de dezembro.


Os acessos suportados em FTTH/B representavam no final do ano 17,9% das ligações, num crescimento de 26,5% face ao período homólogo. Em crescimento, na mesma altura, estiveram as ligações à Internet através de circuitos alugados, satélite e LTE em local fixo.



Os números da Anacom também revelam que no final do ano existiam em Portugal 2,6 milhões de acessos fixos à Internet e 3,9 milhões de acessos móveis, efetivamente usados no período em análise. Os acessos fixos cresceram no período 7,2% e os móveis 12,2%.



O tráfego gerado pelos utilizadores de serviços de banda larga aumentou no 4º trimestre em 11,3%, para o que contribuiu, sobretudo, a atividade online dos utilizadores com serviços de acesso fixo, que geraram 96,9% de todo o tráfego Internet registado no período.



A Portugal Telecom continua a liderar o mercado da banda larga, com 50,5% dos acessos nas ligações fixas e 45,4% dos clientes ativos, na Internet móvel. No fixo a Zon Optimus surge na segunda posição, com uma quota de 36,2% e no móvel a segunda posição é assumida pela Vodafone, que gere 45,5% dos clientes.



As ofertas em pacote continuam a dominar e são a opção para 90,1% dos clientes de serviços de acesso à Internet em banda larga.



Durante o quarto trimestre, a banda larga fixa rendeu aos operadores mil milhões de euros. A banda larga móvel gerou receitas de 346 milhões de euros.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.