Entre o primeiro trimestre de 2014 e o deste ano o número de portugueses que subscrevem um serviço de televisão cresceu em 194 mil assinantes, o que perfaz um total de 3,404 milhões de pessoas que pagam para ter um serviço de TV.

De acordo com dados oficiais da Autoridade Nacional das Comunicações (ANACOM), os serviços suportados por tecnologia de fibra ótica foram decisivos neste aumento, sendo o modelo que mais cresce entre todas as tecnologias de distribuição. Cerca de 671 mil subscritores já têm televisão paga através de fibra em Portugal.

No entanto é de salientar que os 7% de crescimento da fibra foram acompanhados por crescimentos de todas as restantes tecnologias de distribuição, com destaque para o cabo que desde 2012 não registava um aumento. Entre janeiro e março deste ano a televisão por cabo cresceu residualmente, 0,2%.

O cabo é no entanto a tecnologia com mais penetração na distribuição da TV paga ao representar 40,2% do mercado, as linhas xDSL ainda representam 22,3%, a fibra cerca de 20% e o satélite perto de 17,7%.

A ANACOM salienta ainda que a esmagadora maioria das pessoas que subscrevem um serviço de televisão fazem-no através de um pacote integrado de telecomunicações: em 84,5% dos casos, especificando.

A NOS é líder de mercado com uma quota de 43,9%, o Meo segue logo atrás com 41,7%, a Vodafone tem 8,2% e a Cabovisão tem 5,9%. No primeiro trimestre o negócio da televisão paga gerou receitas de 406 milhões de euros para os operadores de telecomunicações.

O número de portugueses que subscrevem canais premium também aumentou, sendo que 17,9% das casas que têm televisão paga também “investem” em algum canal específico.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.