A Motorola anunciou hoje a intenção de fazer o spin-off da sua unidade de semicondutores, por forma a concentrar esforços no negócio das comunicações. A empresa confirmou em comunicado ter já enviado o pedido ao regulador dos mercados financeiros norte-americano, a Securities and Exchange Commission (SEC), para autonomização daquela unidade de negócio e criação de uma empresa independente.



No mesmo documento a Motorola explica que o pedido foi efectuado pela SPS Spinco, nome temporário da unidade de semicondutores depois do IPO (initial public offering) que levará à dispersão em bolsa do capital da empresa.



Após a operação, a casa-mãe conta ir novamente ao mercado buscar o capital não adquirido por ajuste directo, na operação que posteriormente conta distribuir pelos seus accionistas como forma de dividendos extras, em condições fiscais mais atractivas. Esta operação deverá realizar-se antes do final do próximo ano, prevê a Motorola.



A decisão da companhia teve por base vários factores, entre eles "a vantagem de manter uma gestão separada para o negócio de semicondutores e as intenções de manutenção do crescimento nesta área, assim como no móvel", diz o comunicado.



Recorde-se que a Motorola pretende aumentar a sua quota no mercado móvel europeu. A empresa americana reforçou, ao longo dos últimos anos, os seus investimentos em I&D na área na terceira geração móvel e conta agora recolher alguns frutos desse esforço, confirmou ontem ao TeK o country manager para Portugal, Mário Serafim falando da estratégia da empresa para o mercado móvel.



Notícias Relacionadas:

2003-10-06 - Motorola autonomiza divisão de semicondutores


2003-06-15 - Indústria de semicondutores deverá crescer 16,8 % em 2004

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.