O número de utilizadores de telemóveis tem vindo a crescer rapidamente e a receita gerada por aquele mercado deverá superar este ano a registada pelas tradicionais linhas fixas, pela primeira vez na história. Prevê-se igualmente que a China ultrapasse os Estados Unidos para se transformar no maior mercado de Internet de banda larga.




Representando 1,5 mil milhões das 2,7 mil milhões de subscrições de telefonia existentes no mundo, os telemóveis irão gerar 480 milhões de dólares de receita em 2004, comparativamente aos 450 milhões das linhas fixas, assegura a União Internacional das Telecomunicações, uma das agências das Nações Unidas, num relatório acerca das principais tendências na área das telecomunicações para 2004 e 2005. O incentivo para este crescimento surge da procura verificada em países como a China, a Rússia e a Índia, explica.




Os países em vias de desenvolvimento respondiam em Junho passado por 56 por cento dos utilizadores de telemóveis de todo o mundo, quando entre 2000 e meados de 2004 representaram quase 79 por cento do novo crescimento do mercado, adianta o relatório.




O número de subscritores de telefonia móvel nos países africanos, asiáticos, sul-americanos ou da antiga URSS passou dos três milhões registados há uma década atrás, para os 829 milhões actuais. Só a China sozinha regista mensalmente uma média de 5,5 milhões de novos utilizadores móveis, segundo dados oficiais.




Já na área da Internet, o número de utilizadores que em 2000 ascendiam a 400 milhões, cresceu para os aproximadamente 700 milhões em meados deste ano, com uma desaceleração depois de um rápido crescimento na segunda metade da década de 90.




No final de 2003 pelo menos 102 milhões de internautas em 100 países tinham acesso de banda larga, face aos 65 milhões registados no ano anterior, o que pressupõe um aumento de 57 por cento.




Ainda que os Estados Unidos, com mais de 25 milhões de utilizadores, se classifiquem hoje em dia como o maior mercado mundial de banda larga, a China surge como um rival de respeito ao primeiro lugar do pódio no curto prazo. Em 2003 aquele país asiático somou 11 milhões de novos internautas para alcançar os 13,5 milhões e já este ano poderá alcançar os valores do mercado norte-americano já este ano, segundo as previsões da UIT.




Notícias Relacionadas:


2004-11-03 - Nokia aponta para taxa de penetração móvel mundial de 26%


2004-05-20 - Estudo do UIT diz que ciberespaço deverá ser um recurso partilhado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.