A tendência já se vinha a sentir nos relatórios trimestrais mas a ANACOM confirma agora que em 2020 se registou um crescimento de 9% no volume de minutos de chamadas que tiveram origem na rede fixa face a 2019, depois de uma série de anos com reduções sucessivas. O número de ligações continua também a crescer e a MEO lidera com 42% de quota de mercado, seguindo-se a NOS com 35,5%, a Vodafone com 19,1% e a NOWO/Onitelecom com 3,2%.

"Este aumento excecional resultou da significativa alteração dos padrões de utilização do serviço resultante da COVID-19", refere a ANACOM. O regulador adianta ainda que estima que a pandemia tenha tido um efeito positivo de 22,2% no tráfego médio por acesso em 2020. "Caso não tivesse ocorrido a pandemia, estima-se que o tráfego médio de voz fixa por acesso, em vez de ter crescido 7%, teria diminuído 12,2% em 2020".

De acordo com os dados, o crescimento acontece sobretudo nas chamadas entre telefones fixos (de linha fixa para linha fixa) com mais 7,3%. Mas também há mais chamadas de fixo para móvel, com menor peso. Já a utilização dos postos públicos de telefone foi a que mais se ressentiu no último ano. "De referir ainda que a diminuição do tráfego nacional originado em postos públicos (-40,4%) foi a maior desde 2015, acentuando o declínio que se vinha registando nos últimos anos (em média, -19,7%/ano). O tráfego VoIP nómada (+27,1%) registou o maior aumento desde 2017".

O crescimento registado verifica-se também na duração média das chamadas realizadas a partir da rede fixa, que aumentaram 33 segundos.

O relatório da ANACOM refere ainda a taxa de penetração dos acessos telefónicos principais de 50,6 acessos por 100 habitantes, tendo crescido 0,9 pontos percentuais em relação ao ano anterior, com um crescimento das ligações instaladas a pedido dos clientes residenciais. "No ano em análise, o número de clientes do serviço telefónico fixo na modalidade de acesso direto era cerca de 4,2 milhões, mais 95 mil (+2,3%) do que no ano anterior. O crescimento está associado à crescente penetração das ofertas em pacote que integram telefonia fixa", refere.

A maior parte das ligações fixas estão suportadas em redes de nova geração, que correspondem a 5,2 milhões, mais 94 mil do que no trimestre equivalente. Verifica-se também o aumento do VoIP/VoB com mais 304 mil acessos, onde se incluem os que estão suportados nas redes de fibra ótica e TV por cabo.

Apesar do domínio da MEO e da NOS em termos de quota de mercado, com 42 e 35,5%, respetivamente, a Vodafone foi a única que viu a quota de mercado crescer, aumentando 1 ponto percentual.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. Última atualização 12h38

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.