A Redvo Telecom arranca dentro de três meses com um piloto à tecnologia WiMax, que irá suportar a operação da nova empresa de telecomunicações, apostado em desenvolver a sua própria infra-estrutura.



O piloto terá uma duração de seis meses, prolongando-se até quase ao final do ano, altura em que a empresa planeia avançar com uma oferta triple play, que a prazo a empresa quer mesmo estender para outros mercados fora de Portugal, como o mercado espanhol.



Para já a empresa avança no mercado com serviços suportados na infra-estrutura da Portugal Telecom, o que lhe permite ter uma cobertura nacional, sobre a qual oferece Internet de 2,4 e 8 Mbps serviço de telefone indirecto e voz sobre IP.



A prazo o objectivo é deixar de recorrer à infra-estrutura do operador incumbente e desenvolver uma operação centralizada na tecnologia IP, suportado em WiMax que assegurará a ligação da última milha até à casa do cliente e permitirá uma oferta menos limitada que a de um serviço fixo.


Enquanto dependente da rede da PT a Redvo vai praticar preços entre os 25,98 e os 60,98 euros (2 e 8mbp) no ADSL e um tarifário igual ao da Tele2 na voz.



Às empresas, o novo operador oferece uma taxa de contenção de 1 para 20 na Internet ou mesmo de 1:1, destacou em conferência de imprensa Celso Meira, director geral da empresa, acrescentando que vê nesta oferta uma hipótese para as empresas que estejam fixadas em localizações que não lhes permitam usufruir de uma ligação dedicada.



A Redvo planeia chegar ao final deste ano com 17 mil clientes e uma facturação de 3,5 milhões de euros. O investimento previsto para este ano é de 5 milhões de euros.


Notícias Relacionadas:

2005-06-16 - Oferta triple play da Sonaecom chega a 45% da população até final do ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.