A Research in Motion (RIM) continua à procura de uma solução para os problemas financeiros da empresa que já motivaram o anúncio de 2 mil despedimentos e a concentração no mercado empresarial. Mas as mudanças podem ir mais longe, como adianta o jornal britânico The Sunday Times, que escreve que a empresa está a considerar a separação entre a divisão de equipamentos e a rede de comunicação RIM Network.

A RIM contratou a JP Morgan e a RBC Capital para avaliar as possibilidades de recuperação, que passam pela separação da unidade deficitária de terminais móveis e a sua possível venda, diz a mesma fonte. Entre os potenciais compradores contam-se a Amazon e o Facebook.

A rede de comunicação que suporta o serviço de mensagens curtas e email da RIM pode também estar na lista para vender, sendo outra das alternativas a abertura para utilização por outras empresas, entre as quais a Apple e a Google, para gerar maior receita.

Embora não comentasse diretamente esta informação, a RIM declarou ao jornal que acredita que a melhor forma de gerar valor para os acionistas é manter o seu plano de desenvolvimento.

A empresa está a preparar novos lançamentos de terminais, com o novo sistema operativo BlackBerry 10. Os primeiros modelos devem chegar às lojas nos próximos meses e dispensar o uso do teclado.

Recorde-se que a RIM tem vindo a perder mercado e valor em bolsa desde que a sua rede foi afetada por uma falha que impediu a comunicação entre utilizadores durante vários dias, o que colocou em causa a credibilidade do serviço que era considerado uma referência no mercado empresarial. A empresa foi mesmo nomeada o Fiasco do ano nos prémios de 2012.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.