Em novembro deu-se o primeiro passo do processo de migração da Televisão Digital Terrestre, com a mudança de frequência em Odivelas, as freguesias de Lumiar, Carnide e Santa Clara em Lisboa, assim como a Encosta do Sol, na Amadora, conjunto de localizações que fizeram parte do teste-piloto. Seguindo o calendário previsto pela ANACOM, a próxima fase arranca já esta sexta-feira, dia 7 de fevereiro, no emissor de Sines, e logo a seguir, no dia 10 de fevereiro, os emissores do Algarve, rumando depois do sul para o norte do país, naquele que é o processo crucial de mudança do espectro do TDT para permitir a chegada do 5G.

Tal como a primeira mudança, a ANACOM avisa os utilizadores de Sines de que o sinal das televisões será perdido (o ecrã ficará negro), bastando proceder a uma nova sintonia no equipamento ou caixa do descodificador do TDT. O serviço continuará a manter-se gratuito, como até agora, sendo reforçado o alerta da reguladora que não é necessário trocar a televisão, antena ou descodificador, tampouco pagar pela subscrição de novos serviços aos operadores de telecomunicações.

Tal como a mudança de novembro, a ANACOM terá à disposição dos utilizadores o número gratuito 800 102 002, disponível todos os dias entre as 9 da manhã e as 22 horas, para quem tenha dúvidas ou necessitar de apoio técnico gratuito para sintonizar o televisor.

A reguladora informou ainda que divulgará a informação relativa às mudanças na TDT através de uma carta e de um folheto entregue em casa de todas as pessoas e que resume a informação relevante para se adaptarem a este processo de mudança. Relativamente à alteração da rede de emissores na região do Algarve a distribuição foi feita entre 24 e 30 de janeiro, tendo sido distribuídas 304 mil cartas/folhetos, refere no comunicado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.