Os valores estão 4,41% acima do registado em igual período do ano passado, num aumento que resultou das variações ocorridas em janeiro e fevereiro de 2015, de acordo com a análise revelada esta quinta-feira pela Anacom, com base nos dados do INE e do Eurostat.

Em termos médios anuais, a variação foi de 3,19%, “2,82 pontos percentuais acima da inflação (0,37%), sendo este o maior diferencial desde, pelo menos, 2010”, acrescenta a entidade reguladora.

Partindo do mesmo critério, a análise revela ainda que Portugal foi o segundo país da União Europeia com o aumento de preços mais elevado, só superado pela Polónia. Na UE os valores estão a descer 0,49% em média, refere-se.

Desde março de 2011 que os preços das telecomunicações crescem mais em Portugal do que na UE, sublinha a Anacom.

Ostros dados revelados pelo INE na segunda semana de novembro, mostram que, em 2014, o volume de negócios das empresas do sector das telecomunicações decresceu 7,4% para 5,6 mil milhões de euros, mantendo a tendência de diminuição observada nos últimos anos.

No ano passado, o tráfego de voz com origem na rede móvel cresceu 10,2%, tendo totalizado 24,4 mil milhões de minutos, enquanto o tempo de conversação das chamadas de voz do serviço telefónico fixo diminuiu 8,3%.

Já o número de clientes de serviços de acesso à internet em banda larga continuou a aumentar, assim como o tráfego, que cresceu 21,4% nos acessos fixos e 39,5% nos acessos móveis. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.