O sector das telecomunicações registou no Portal da Queixa um aumento de 14% de reclamações em 2023, face ao ano anterior. No total, foram registadas 10 mil queixas apontadas ao mau funcionamento dos serviços, os reajustes de valores, assim como a cobrança indevida, que estão entre as principais reclamações.

A Nowo e a Vodafone lideram o volume de insatisfação por cada 1.000 clientes. Segundo o Portal da Queixa, o mês de janeiro, que ainda não terminou, já somou mais de 300 queixas. “Esperam-se mais reclamações em fevereiro, mês em que a MEO, a NOS e a Vodafone vão aumentar os preços em 4.3%”, é referido no comunicado.

Nos dados recolhidos para análise do Portal da Queixa, foram registados na plataforma 10.320 reclamações às operadoras de TV, internet e telefone durante 2023. Em 2022, foram registadas 9.057 queixas. E 32% prendem-se com questões relacionados com o funcionamento do serviço. 17% das queixas dizem respeito aos reajustes de valores e as cobranças indevidas registaram 10% das reclamações. Há ainda 8% de utilizadores com queixas no atendimento.

A Nowo é a operadora que reúne mais reclamações, tendo registado 2.700 queixas. A Vodafone é a segunda com 2.200 pessoas a registar problemas, seguindo-se a MEO com 2.000 e a NOS com 1.900 queixas.

Sobre os Índices de Satisfação, a NOS, MEO e Nowo colocam-se acima dos 75 pontos em 100, oferecendo altas taxas de resposta e soluções. A Vodafone é a mais baixa, com 43 pontos em 100, mas apresenta as melhores taxas de resposta e solução em 99,9%.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.