A TMN escolheu o Porto, e mais precisamente a feira Portugal Media, para testar publicamente o serviço de videofonia que futuramente disponibilizará na sua nova rede móvel de terceira geração (UMTS). O teste foi anunciado como uma das primeiras demonstrações públicas, a nível mundial, de um serviço deste tipo com recurso a telemóveis compatíveis com a versão europeia da nova norma global de telecomunicações móveis.



Para tal foram utilizados três terminais UMTS com câmara incorporada, da marca Mitsubishi, que comunicaram entre si com imagem real. Para que não se gere confusão em relação ao i-Mode - tecnologia japonesa de Internet móvel da NTT DoCoMo, para a qual já existe versão europeia -, Carlos Roseiro, da TMN, explicou que o sistema da videofonia se distingue desta tecnologia em que a imagem é transmitida pela Internet. No caso da videofonia, toda a transmissão é assegurada pela rede do operador de telecomunicações.



Este responsável da empresa de comunicações móveis do grupo PT referiu ainda a propósito da diferença em relação ao i-mode que a TMN pretende também lançar um serviço semelhante ao da NTT Docomo em Portugal, mas não quis adiantar mais pormenores.



De acordo com a TMN, o novo serviço de videofonia hoje testado constitui um salto qualitativo importante em matéria de comunicações interpessoais, uma vez que permite aos utilizadores a comunicação, em tempo real, através de voz e também da imagem. Para a demonstração, a operadora móvel dotou o recinto da exposição de uma cobertura de rede UMTS, recorrendo a tecnologia da Alcatel. Desta forma, os visitantes poderão experimentar, no espaço da feira, os telemóveis UMTS da Mitsubishi para comunicar e transmitir, em tempo real, situações que estão a presenciar.



Com esta demonstração de serviços multimédia sobre a rede UMTS, a TMN pretende comprovar publicamente a operacionalidade da tecnologia que suporta a sua rede de terceira geração.



Carlos Roseiro assegurou ainda que a TMN estará pronta para cumprir o prazo estipulados para o início dos serviços de terceira geração móvel, marcado para o final do mês de Dezembro de 2002. Actualmente, a operadora tem já a funcionar três áreas teste, a saber: Cascais, Santarém e Porto.



No Porto estão também a ser demonstrados outros serviços e tecnologias GPRS da TMN. Entre elas, o MIS - Mobile Information Server 2002, que permite aceder remotamente aos dados e aplicações (Microsoft Exchange) disponíveis nas intranets das empresas, através de um telemóvel via WAP ou de um Pocket PC, e o FrotaLink, um serviço de gestão de frotas.



Conte ainda com uma demonstração das capacidades do futuro serviço de Multimedia Messaging Service, ou MMS da TMN - sucessor do famoso SMS -, que deverá surgir no mercado ainda este mês, em data e condições a anunciar. Os terminais a utilizar serão da Ericsson.



Os clientes da TMN que quiserem enviar mensagens de texto, acompanhadas de imagem e som terão, obrigatoriamente, que aguardar mais um pouco. Já os subscritores da Vodafone poderão experimentar as "maravilhas" do MMS a partir do próximo sábado, de acordo com o anunciado hoje pela operadora.



Notícias Relacionadas:

2002-05-09 - Vodafone antecipa concorrência e lança MMS

2002-04-15 - Anacom ameaça retirar licença UMTS à OniWay, operadora móvel da EDP

2002-04-04 - i-mode disponível na Holanda a partir de hoje

2001-12-17 - Monaco Telecom inicia os primeiros testes multimédia sobre UMTS

2001-10-24 - ICP e ministro do Equipamento autorizam adiamento do UMTS por um ano

2001-05-23 - Oni Way efectua primeira transmissão de sinal de frequência UMTS

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.