Faz um ano que entraram em vigor as regras que colocaram um fim à cobrança de taxas de roaming nas chamadas e utilização de dados em telemóveis dentro da União Europeia. As pessoas deixaram de pagar taxas adicionais ao seu plano de telefone ou internet nos países-membros, fazendo chamadas e navegação online no estrangeiro, tal como fariam no seu país de origem.

Uma sondagem realizada pela Comissão Europeia mostra agora que 6 em 10 (62%) das pessoas inquiridas têm consciência do seu benefício, mas houve uma redução, comparado com os 71% dos de 2017, na altura da mudança. No entanto, das pessoas que viajaram nos últimos 12 meses para um destino da EU, 81% conheciam o fim das taxas de roaming.

Em relação à utilização de internet no smartphone no estrangeiro, houve um aumento de 8% das pessoas que utilizam, tal como se estivessem no seu país, de 26% para 34%, mas representa um aumento de 3% comparado com o período de junho de 2017 (31%). As chamadas subiram 6%, de 20% para 26%, com um aumento de 2% em junho de 2017 (24%).

As taxas de roaming acabaram e o consumo de dados na Europa duplicou
As taxas de roaming acabaram e o consumo de dados na Europa duplicou
Ver artigo

Em relação aos portugueses, 57% dos inqueridos em geral estavam ao corrente das mudanças das regras de roaming. Quanto aos que viajaram, 78% tinham conhecimento das suas vantagens. Ainda assim, 12% das pessoas que visitaram outros países desligaram o smartphone ou não o usaram durante a estadia, e 23% desligaram os dados roaming.

O estudo demonstra que uma quantidade significativa de pessoas desconhece as novas regras e benefícios, com 14% dos inqueridos portugueses a ativarem um serviço especial de roaming dos seus operadores de rede quando se deslocaram ao estrangeiro, face aos 20% dos cidadãos da UE.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.