A Comissão Europeia informou em comunicado que a rede europeia para a investigação e educação, GÉANT, passará a partir de hoje a oferecer aos seus utilizadores uma velocidade de débito de 320 gigabits por segundo, que resulta do upgrade iniciado no último trimestre do ano passado.



O upgrade da rede europeia aumenta o leque de aplicações e projectos possíveis de suportar na infra-estrutura, agora melhor preparada para as exigências de largura de banda dos projectos de investigação e para dar resposta às necessidades de mobilidade e roaming dos investigadores em movimento.



Na área da astronomia, por exemplo, a rede GÉANT procura dar resposta à necessidade de observar o universo em tempo real, ligando vários telescópios rádio em toda a Europa.



No comunicado a Comissão avança que a rede é actualmente utilizada por 3500 instituições académicas de 34 países europeus, incluindo Portugal, ou 3 milhões de utilizadores. A infra-estrutura, que passa a designar-se GÉANT2, mereceu um investimento de 93 milhões de euros por parte da Comissão Europeia que suportou metade do seu custo.



O restante foi assegurado pelos Estados-membros que têm as suas universidades e centros de investigação ligados à rede. A GÉANT2 combina a utilização de fibra escura com tecnologias de banda larga tradicionais, garante o mesmo documento.



A ligação entre a Rede de Ciência e Tecnologia em Portugal à GÉANT foi também recentemente duplicada passando de 300 para 622 megabits.



Notícias Relacionadas:

2004-09-03 - Comissão Europeia financia upgrade da rede de Investigação e Educação GÉANT

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.