Satisfeito com os resultados obtidos no Porto, em Fátima e em Coimbra, o Governo anunciou que o sistema de videovigilância público vai estender-se a novos locais. Portimão e Óbidos, além da Amadora, de Setúbal e do Bairro Alto, em Lisboa, que já haviam sido divulgados, estão entre o conjunto de localidades visadas.

"O sistema tem dado bons resultados e por isso o Ministério da Administração Interna vai continuar a apostar nele", garantiu Rui Pereira, ministro da Administração Interna, citado pela Lusa.

De acordo com os dados avançados por Rui Pereira, esta quarta-feira, em conferência de imprensa, a instalação da videovigilância na Ribeira, Porto, permitiu reduzir a criminalidade global na zona em 9,8 por cento.

A descida dos índices de criminalidade também se fez sentir noutras zonas já dotadas de sistemas de videovigilância, como o santuário de Fátima (decréscimo de 20% nos furtos por carteiristas) e na Baixa de Coimbra (redução da criminalidade geral em 50%).

O ministro garantiu, contudo, que nenhum sistema será instalado com parecer desfavorável da força policial das áreas em causa ou contra a vontade das autarquias.

Ainda assim, o ministério continuará a sensibilizar os municípios para esta aposta, por entender que a videovigilância, embora não substitua o policiamento clássico, é um bom auxiliar da PSP e da GNR e "um instrumento de liberdade".

Recorde-se que também foi recentemente anunciado o alargamento da rede de escolas com sistemas de videovigilância, que no próximo ano lectivo passa a abranger 1.200 estabelecimentos de ensino.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.