A Vodafone quer criar um relatório de transparência onde revela todos os pedidos de escutas telefónicas e de dados de utilizadores pedidos pelos 25 países onde a empresa marca presença. Caso a proposta avance, Portugal pode constar desse relatório.

De acordo com a reportagem do The Guardian, a Vodafone vai exigir junto dos líderes britânicos o direito a divulgar os pedidos de informação que foram feitos.

"Queremos que os nossos clientes de todo o mundo sintam que são livres para comunicar entre si como entenderem. Queremos que as nossas redes de comunicações sejam grandes e ocupadas por pessoas que estão confiantes de que podem comunicar entre si livremente. Qualquer coisa que iniba esta situação é muito negativa para qualquer operador comercial", disse o responsável de privacidade da Vodafone, Stephen Deadman.

A Vodafone quer adotar uma prática que já é comum entre as grandes tecnológicas norte-americanas, como a Google, Microsoft, Apple, Facebook, Twitter e Yahoo!, mas a lei britânica não prevê este tipo de divulgação. A Vodafone também quer pedir autorização noutros países onde a comunicação deste tipo de informação não é permitida.

De acordo com a publicação britânica, a operadora de telecomunicações tem intenções de revelar o relatório de transparência uma vez por ano, muito provavelmente em junho quando revela também os resultados do ano fiscal.

A empresa também tem planos para colocar na sua página online um conjunto de informações sobre o que a Vodafone, como operadora, faz e não faz aos dados dos clientes. De acordo com o primeiro rascunho, a operadora quer deixar claro que só divulga os dados quando devidamente contactados pela justiça e que não aceitará pedidos de agências estrangeiras ao país sobre o qual o pedido recai.

O escândalo de espionagem provocado pelas revelações de Edward Snowden podem ter contribuído para a movimentação da empresa no sentido da transparência.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.