O novo programa de incubação da Vodafone oferece instalações, comunicações de voz móvel e fixa, internet, além de formação e mentoring. Em troca exige projetos na área das telecomunicações, dirigidos ao consumidor final e desenvolvidos para redes de alto débito.

A ideia é apoiar ideias inovadoras comercializáveis, desde a idealização do projeto ao lançamento, explicou ao TeK Inês Borges, diretora de marketing de particulares da Vodafone Portugal.

Segundo o gestor de projeto Vodafone Labs Lisboa, Nuno Inácio, haverá mentores para ajudarem em áreas específicas, “quer na parte técnica quer na parte do negócio”, e apoio no go to market, com campanhas de marketing e apoio de parceiros. “Não sendo um produto Vodafone, vamos comunicar aquele produto como se fosse”.

O apoio promete continuar mesmo depois de a ideia ser concretizada no mercado. “Sabemos que as startups falham muito no primeiro ano de vida, por isso a intenção também é garantir que, com a nossa experiência e know how, podemos ajudá-las a manterem-se no mercado, fazendo o seu acompanhamento”.

O Vodafone Power Lab, que funcionará dentro da (renomeada) incubadora Vodafone Labs Lisboa, estava a ser pensado há cerca de um ano, e resulta do percurso de aproximação que a operadora tem feito junto da comunidade de developers, como com os concursos Vodafone Mobile Clicks e Lisbon BIG Apps.

"Com o Vodafone Power Lab quisemos dar o passo seguinte, tornando permanente esta nossa proximidade com esta comunidade", sublinha Inês Borges. "Em vez de estarmos a lançar concursos fechados no tempo, por necessidade, temos um programa permanente de apoio a este tipo de projetos".

De momento, o novo espaço de incubação da Vodafone aloja duas recém-chegadas aspirantes a startups, a wiRide, vencedora do Lisbon BIG Apps com uma app de criação e partilha de boleias) e a bioM, vencedora do Mobile Data Challenge, com um gadget vestível que permite que o utilizador comande equipamentos através dos seus próprios gestos.

A par das duas startups alojadas, a operadora lançou uma iniciativa para a seleção de mais ideias inovadoras. No espaço detido atualmente "é viável alojar mais quatro projetos", refere Inês Borges. As candidaturas decorrem até ao próximo dia 23 de março, a partir do endereço http://vodafonelabslisboa.pt.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.