A experiência teve como parceira a Ericsson, que assegurou a solução tecnológica de suporte aos testes do LTE-Advanced, uma geração mais avançada do LTE que traz melhorias significativas em relação à antecessora, no que se refere à eficiência e ao débito suportado.



Na experiência, realizada em ambiente real, foram usados terminais pré-comerciais nas faixas de frequência dos 1800 MHz e 2600 MHz, sendo que a tecnologia LTE-Advanced "utiliza a agregação de duas ou mais faixas de frequências para aumentar os débitos disponibilizados", destaca a operadora em comunicado.



A atualização dos débitos suportados pela rede móvel de quarta geração será uma boa notícia para os utilizadores, que ganharão rapidez no processo de transferência de dados e uma melhor experiência de utilização do serviço.



Um download de um ficheiro com um giga passará assim a demorar cerca de 27 segundos, mas apenas quando surgiram no mercado equipamentos compatíveis com a nova versão da tecnologia LTE. Neste momento ainda não existem, mas espera-se que sejam introduzidos no primeiro semestre de 2014.



Recorde-se que em maio deste ano, TMN e Optimus tinham também revelado que estavam a fazer testes de laboratório com o LTE-Advanced. Estes testes foram realizados em parceria com a Huawei.



As duas empresas não avançaram ainda com testes em ambiente real, como confirmaram ao TeK. A TMN garante, no entanto, estar "preparada para colocar essa tecnologia na sua rede logo que estejam disponíveis terminais que a suportem".

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.