Renting Informático - Uma decisão inteligente

Por Sérgio Nunes (*)

Num ambiente extremamente competitivo, as pequenas e médias empresas (PME's) enfrentam os mesmos desafios e complexidades que as empresas de maior dimensão, dispondo, no entanto, de bastante menos recursos; o desafio é optimizar o seu uso.

Cada vez mais, as novas tecnologias da informação alimentam todas as áreas da empresa. Devido aos avanços tecnológicos contínuos, manter e actualizar a plataforma T.I. é essencial para o sucesso competitivo de quase todos os negócios, mesmo os de pequena e média dimensão.

Frequentemente, os gestores têm de optar entre comprar ou efectuar um renting aos seus equipamentos tecnológicos, bem como desenvolver um plano de actualização regular da infra-estrutura de T.I.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Para uma empresa, o que conta é o que os sistemas de T.I. conseguem fazer e como estes permitem optimizar performances. O valor de um equipamento não decorre da posse, mas do seu uso. Confiar em tecnologias obsoletas pode ser muito dispendioso e ineficiente. O ritmo contínuo da mudança torna os equipamentos de T.I. ideais para o renting, em detrimento da compra.

Assim, o renting informático é uma opção especialmente atractiva para as empresas que pretendem investir em equipamento tecnologicamente avançado, enquanto conservam disponíveis os recursos financeiros. O renting coloca as últimas novidades tecnológicas nas mãos do cliente, gerando um novo ciclo de renovação, visto ser possível substituir o equipamento por outro mais recente durante o contrato.

Que benefícios poderá ter uma PME ao realizar um contrato de renting?

  • Vantagens Fiscais
    As prestações do renting são 100% dedutíveis como despesas operacionais e não estão sujeitas ao imposto de selo sobre os juros e abertura de crédito.
    Geralmente, o IVA é dedutível; quando não dedutível tem um menor impacto na tesouraria, uma vez que o seu pagamento é distribuído pela duração do contrato.

  • Redução de custos
    Uma vez que as companhias de renting revendem o equipamento no final do contrato de renting, quando efectuam uma oferta ao cliente não consideram o custo de aquisição do equipamento por completo. Consequentemente, o valor actual da soma das prestações é inferior ao custo de aquisição do equipamento, permitindo realizar poupanças significativas.

  • Permite manter a liquidez e as linhas de crédito intactas
    Uma velha regra de ouro diz: comprar recursos apreciáveis e alugar recursos depreciáveis. Em vez de empatar capital em activos de rápida depreciação como é o caso dos computadores, impressoras, servidores, etc., pode pagar o activo ao mesmo tempo que ganha os benefícios do seu uso. Ao pagar a despesa do renting em prestações mensais, as empresas mantêm o seu capital circulante e linhas de crédito disponíveis para aplicar nas actividades que produzem lucro.

    Um outro benefício financeiro é o facto de o renting manter a dívida da empresa fora do balanço, melhorando desse modo os rácios financeiros da empresa.

  • Financiamento a 100% sem entrada inicial
    A maior parte dos métodos tradicionais de financiamento requerem um montante de entrada significativo que pode atingir os 50 por cento. O renting informático permite adquirir o equipamento sem necessidade entrada.

  • Evita reduzir o custo do inventário no final da vida útil do equipamento
    O que se segue é um cenário bastante comum: Um activo T.I. é depreciado em cinco anos enquanto que a sua vida útil é de apenas três. Após três anos, a empresa é forçada a continuar a usar o equipamento velho colocando-o num armazém para continuar a sua depreciação, ou aceitar uma perda contabilística. Com o renting informático esta situação não se coloca, pois este permite fazer corresponder o tratamento contabilístico à vida útil do equipamento.

  • Prestações regulares com pagamentos mais fáceis de planear
    As prestações mensais do renting permanecem constantes, garantindo estabilidade e previsibilidade num pequeno montante diluído na despesa mensal.

  • Gestão do Ciclo de Vida do equipamento
    Enquanto o valor do hardware diminui, em simultâneo, os custos associados à sua utilização aumentam.
    Os custos de aquisição de hardware apenas representam 20 a 25% dos custos totais da utilização do equipamento. As empresas que compram o seu equipamento T.I., focam-se apenas no custo de aquisição, perdendo de vista o custo total do ciclo de vida do equipamento. Faz mais sentido considerar, à partida, todo o ciclo de vida e tomar as decisões em conformidade.

  • Renovação Automática
    Pesquisas efectuadas pela Gartner e pelo grupo Robert Frances demonstram que substituir um desktop após três anos é financeiramente mais eficiente do que mantê-lo por um período superior. Isto acontece porque as economias no custo do hardware são compensadas pelo aumento do custo de manutenção, suporte técnico e tempo de inactividade devido a falhas relacionadas com o equipamento.

  • Gestão de activos
    A maioria das empresas de renting oferece algum tipo de ferramentas de controlo de activos, retirando um pouco este "peso" dos ombros do gestor. A gestão de activos, fornecida como um serviço gratuito, proporciona uma redução de custos e controlo consideráveis.

Utilizar o renting - ou pelo menos ponderar a sua utilização - é uma decisão inteligente, importante na gestão das empresas.

As locadoras especializadas no renting de T.I. oferecem diversas vantagens, como a capacidade de renovação e melhoria da qualidade dos seus equipamentos, sem exigirem pagamento a pronto. Deste modo, uma PME mantém o parque informático actualizado, com investimentos regulares, planificáveis e inferiores.

Outra razão para recorrer a um especialista em renting informático é a experiência em matérias fiscais e a sua flexibilidade e especialização em operações de renting. Diminuindo a dívida no balanço, o renting também melhora as hipóteses da empresa obter empréstimos convencionais para outros fins.

Na maioria dos casos, as PME's podem aceder de uma só vez a um financiamento para hardware, software, serviços de instalação e manutenção, de acordo com o grau de necessidade do cliente. No caso de locadoras especializadas em financiamentos de renting informático para PME's, como o grupo GRENKE, é possível realizar um contrato a partir de €500.

Os procedimentos são delineados de forma a permitir que o processo se desenvolva rapidamente e facilite o processo de contratualização. Na maioria dos casos, basta enviar um e-mail e receber uma decisão de crédito em minutos.

(*) Administrador da Grenke em Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.