O Instituto Pedro Nunes (IPN) abriu as candidaturas para o Spark 4 Business, um programa lançado pela ESA que quer apoiar as empresas nacionais ou institutos de investigação que estejam interessados em usar tecnologia espacial para resolver problemas na Terra. As candidaturas encerram no dia 22 de abril.

Das candidaturas recebidas, serão escolhidos cinco projetos que usem, por exemplo, dados de observação da Terra ou tecnologias utilizadas em voos espaciais tripulados para desenvolver produtos e serviços em áreas como os transportes, a agricultura, a energia ou saúde.

Cada um dos cinco projetos receberá um financiamento máximo até 25 mil euros, assim como apoio do IPN no que toca ao estudo da viabilidade financeira e técnica. O Instituto indica ainda que sob a mesa estará uma ligação direta à plataforma ESA Business Applications de forma a fortalecer o modelo de negócio e a componente técnica e espacial dos projetos.

Startup portuguesa ganha prémio nos “Óscares do Espaço” com projeto de monitorização de estradas
Startup portuguesa ganha prémio nos “Óscares do Espaço” com projeto de monitorização de estradas
Ver artigo

Em Portugal, já são várias as empresas que desenvolvem produtos e serviços com recurso a tecnologia espacial. A Theia, a vencedora da categoria de Digital Transport Challenge da edição de 2019 dos prémios Copernicus Masters, criou o ERMES, ou Extensive Road Monitoring Early-Warning System. A tecnologia permite uma avaliação mais rápida e eficiente da integridade das estruturas rodoviárias após desastres naturais através de através de dados de satélite de observação da Terra.

A startup portuguesa Findster desenvolveu também um sistema que permite ao utilizador o rastreamento em tempo real de idosos que sofrem de demência, fora e dentro de casa através de tecnologia de geolocalização.

O IPN dá ainda a conhecer que o Instituto Soldadura e Qualidade está a utilizar imagens de observação da Terra e sinais GNSS para começar a implementar um projeto de monitorização de extração mineral subaquática. Já a SpaceLayer Technologies desenvolveu um sistema de localização e comunicação através de dados de satélites para ser utilizado em zonas de turismo de natureza, onde o rastreamento e identificação de pessoas em situação de perigo não pode ser feita de outra forma.

Todas as empresas nacionais ou institutos investigação que estejam interessados em usar tecnologia espacial para resolver problemas na Terra podem candidatar-se no website do Spark 4 Business.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.