A partir de hoje, 9 de novembro, os alunos do ensino secundário do 10º, 11º e 12º ano têm acesso a 15 blocos pedagógicos temáticos, num total de 75 por semana através da RTP Play e a aplicação #EstudoEmCasa, e também em iOS e Android. A grelha foi construída para “abranger um número significativo de disciplinas e componentes do currículo das diferentes ofertas do Ensino Secundário", referiu o Ministério da Educação à Lusa.

Muitos dos blocos pedagógicos disponibilizados aos alunos têm abordagens e formas de organização multidisciplinares, por exemplo a “Filosofia e Área de Integração” ou “Biologia e Geologia - Biologia - Estudo do Movimento”. À semelhança do que acontece já no Ensino Básico, "há temas que serão desenvolvidos através da junção de disciplinas de áreas diferentes, permitindo aos alunos o desenvolvimento de aprendizagens de forma integrada”.

Uma parte dos computadores com internet móvel pode não chegar este mês às escolas
Uma parte dos computadores com internet móvel pode não chegar este mês às escolas
Ver artigo

Este ano letivo será disponibilizado o bloco pedagógico de apoio à “Orientação para Trabalho Autónomo”, para que “os alunos possam desenvolver competências no âmbito da autorregulação e aprofundamento da sua aprendizagem de forma independente. Todos estes conteúdos são organizados em blocos temáticos que podem ser abordados sequencial ou isoladamente”, salienta o ME.

Segundo é referido, “No último trimestre do ano letivo anterior, este recurso demonstrou ser fundamental no acompanhamento das atividades dos alunos, numa altura muito específica de confinamento, tendo sido igualmente um recurso utilizado além-fronteiras e seguido por um conjunto diverso de pessoas fora da idade escolar”.

A universalidade do acesso ao #EstudoEmCasa, com conteúdos disponíveis na RTP Memória, em sinal aberto através da TDT, permitiu aos alunos mais isolados aceder aos conteúdos educativos essências no desenvolvimento das suas aprendizagens, em todo o país, complementado com a sua disponibilidade na RTP Play e app #EstudoEmCasa.

O Ministério da Educação refere que esta ferramenta educativa pretende ser um complemento à escola, num apoio aos alunos que estiverem em casa ou “companheiro de estudo”. Esta segunda temporada da plataforma tem algumas novidades, em relação ao modelo anterior. Foram criadas uma equipa de coordenação e uma equipa específica para o seu desenvolvimento, composta por cerca de quatro dezenas de professores e quatro intérpretes de Língua Gestual Portuguesa.

Iniciada a 19 de outubro, a plataforma teve uma forte incidência no ensino básico para acompanhar as cinco semanas de recuperação da aprendizagem, suportados pela reposição de blocos pedagógicos temáticos do ano passado. Os conteúdos diários têm tempo limitado, em blocos de cerca de 30 minutos, num total de 75 blocos semanais, cumprindo-se a maior parte das componentes curriculares, organizadas disciplinar e interdisciplinarmente.

De salientar que, os novos recursos estão a ser realizados de forma mais estruturada, com olhos postos no futuro, sendo “um dos mais ricos, completos e transversais produtos pedagógicas produzidos nos últimos anos”. O ME explica que a introdução do novo bloco de “Orientação para Trabalho Autónomo” provém da consciência da necessidade de desenvolver nos alunos formas de autorregulação e de aprofundamento das aprendizagens.

Para além da RTP Play e a aplicação #EstudoEmCasa, é possível aceder aos conteúdos do ensino Básico na RTP Memória nos seguintes canais: TDT posição 7; posição 100 MEO; posição 19 da NOS; posição 17 da Vodafone; e posição 13 da Nowo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.