Logo quando anunciou o fim do MEO Music, marcado para o final de fevereiro, a MEO avisou os clientes de que a dia 26 haveria novidades sobre a substituição e "novos benefícios". Mas a operadora decidiu antecipar essa comunicação e a partir de hoje revela aos clientes como podem aceder a música nos seus smartphones e tablets.

A comunicação vai ser feita a partir de hoje, de forma faseada consoante o tipo de tarifários que os clientes tenham subscrito.

Segundo dados avançados pela PT ao SAPO TEK, a oferta é centrada no acesso a serviços de valor acrescentado. E nestes inclui a subscrição do MEO Go, com 12 meses gratuitos, para ver canais de música, mas também o Deezer Premium, com 3 meses gratuitos de streaming. No final dos períodos de oferta gratuita o Deezer passa a custar 5,99 euros por mês e o MEO Go 7,99 euros por mês.

No "pacote" de substituição, a MEO coloca ainda o Smart net Music, para usar os serviços de streaming de música sem consumir os dados na rede móvel MEO.

O MEO Smart Net Music é oferecido por 12 meses e dá acesso a 10 GB mensais de tráfego extra exclusivo para streaming de música nas seguintes aplicações Deezer, Spotify, Apple Music, Google Music, Tune In Radio, Napster e SoundCloud.

Até agora o serviço MEO Music era gratuito para alguns tarifários MEO, mas existiam igualmente opções pagas.

PT encerra jogo da marca TMN e coloca todas as fichas no MEO
PT encerra jogo da marca TMN e coloca todas as fichas no MEO
Ver artigo

Estes são os primeiros dados a que o SAPO TEK teve acesso, com a indicação de que a oferta varia consoante o pacote de comunicações subscrito pelo cliente. Neste momento já está disponível no site informação mais detalhada, com a possibilidade de verificar qual a oferta disponível para cada tarifário através do preenchimento de um formulário.

Os clientes podem desde logo ativar as ofertas, mas este é um processo que só podem fazer uma vez, e que não pode sofrer depois alterações. A opção tem de ser feita até 31 de maio deste ano.

Um herdeiro da história da TMN, mas com novidades

O serviço MEO Music herdou a história que a operadora já tinha nesta área com a TMN. Com a mudança da marca em 2014 transferiu os ativos que tinha em várias áreas, incluindo a música. Na altura o Music Box passou a dar acesso a vídeos, com o MEO Go, no meio de uma alteração que abrangeu a MEO Cloud, o MEO Drive com trânsito em direto, e ainda o MEO Kanal que ganhou a possibilidade de upload direto a partir do móvel.

Em 2014 o serviço foi atualizado com mais funcionalidades. Na altura integrava mais de 15 milhões de músicas  e passou a permitir o acesso a videoclipes. O MEO Music chegou a ser referido por várias vezes como um dos bons exemplos da "agilidade" da PT, com os executivos a garantir que em Portugal iriam ganhar ao Spotify.

O MEO Music fez frente ao lançamento da Apple Music em 2015 como um "serviço de streaming de música nacional" com a vantagem de incluir tráfego grátis para os clientes MEO.

Com a mudança para serviços pagos, mesmo que com opção inicial gratuita, o serviço de streaming pode perder muitos dos clientes fiéis, até porque como mostra um estudo realizado recentemente, os portugueses não são grandes fãs de serviços do género, a menos que sejam gratuitos.

Nota da Redação: [22/12/2018 15:40]  a notícia foi atualizada à medida que conseguimos acesso a mais detalhes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.