Os fabricantes mundiais devem colocar no mercado 450 milhões de equipamentos 5G em 2021, número que deverá aumentar de forma exponencial em 2022, passando para 750 milhões. A previsão é da Qualcomm, que sucede à anterior de 200 milhões para 2020 da empresa americana.

De acordo com a Reuters, a empresa afirmou que a adoção da tecnologia 5G será mais rápida que o 4G devido ao tempo de período de comercialização da tecnologia na China e à disponibilidade de chipsets em diferentes níveis de preços.

Na próxima semana há mudanças na televisão gratuita (TDT). Saiba como estar preparado
Na próxima semana há mudanças na televisão gratuita (TDT). Saiba como estar preparado
Ver artigo

A notícia surge numa altura em que Portugal está no top 10 dos países europeus, sendo o oitavo país da União Europeia onde estavam em curso mais testes 5G para a implementação desta tecnologia no mês de setembro. Ainda assim, a situação nacional não está muito favorável, tendo em conta que a estratégia nacional ainda não foi apresentada, como deveria ter acontecido em setembro.

Na semana passada a Altice Portugal, por exemplo, voltou a criticar o plano de migração da rede TDT aprovado no início de outubro pela ANACOM. A empresa apresentou o planeamento detalhado de migração da rede com a data de alteração de cada estação emissora, reiterando que o calendário apresentado e que consta da decisão é "irreal e impossível de cumprir".

Resta aguardar pelos "próximos capítulos" da história do 5G, quer a nível nacional e internacional, numa altura em que estão a aumentar o número de smartphones no mercado global. E, para muitos analistas, esta tecnologia pode estar a contribuir para este crescimento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.