Em vez de continuar a transformar carros disponíveis comercialmente, a Google vai experimentar no final do verão uma nova abordagem: iniciar um programa de testes com base num veículo que a tecnológica criou de raiz. Mas o que têm estes carros de especial? A resposta vem no sentido contrário, ou seja, o que é que não têm.



O veículo, apresentado na Code Conference durante o dia de ontem, 27 de maio, não tem volante, não tem pedais e não tem espelhos. Com a capacidade para atingir uma velocidade máxima de 40 Km/h e com capacidade para duas pessoas, o aspeto arredondado do veículo ajuda a prevenir lesões nos condutores em caso de acidente.





Para compensar a falta dos elementos físicos, o carro está apetrechado por um grande conjunto de sensores que permitem controlar tudo o que se passa à sua volta.



A Google diz que para já não tem planos para construir o veículo, mas que está aberta a propostas de fabricantes que queiram trazer o conceito para as massas.



Os carros inteligentes teriam um grande impacto junto da população idosa e das pessoas com deficiência, como os cegos por exemplo. Mas se a ficção científica estiver correta, nas próximas décadas é possível que uma parte significativa dos carros venham a ter sistemas de condução autónomos.



Apesar de a tecnologia já se apresentar num estado de evolução satisfatório, ainda será preciso mais tempo para que os carros autónomos possam invadir as estradas. Acima de tudo, é necessário haver uma reconfiguração na legislação dos países e uma adaptação do código da estrada.



A Google também quer resolver um problema de transportes públicos, já que como considera Sergey Brin, citado pelo Re/Code, existem muitos locais onde os meios de transporte coletivos não existem ou são de má qualidade.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.