Operacional há 31 anos, o telescópio espacial Hubble tem ajudado os cientistas a compreender os mistérios do Espaço. Porém, a sua longa carreira também tem sido pautada por alguns problemas técnicos. A 13 de junho, o computador principal do Hubble, que controla os seus instrumentos científicos, deixou subitamente de funcionar. O telescópio entrou automaticamente em “modo de segurança” e, uma semana depois, ainda não parece haver uma solução para o problema.

Após se ter apercebido da falha, a equipa da NASA responsável pelo Hubble começou a investigar o sucedido, analisando os dados de modo a verificar se o problema poderia ser causado devido à degradação de um dos módulos de memória do computador principal, um sistema construído da década de 1980.

Os especialistas tentaram reiniciar o computador a 14 de junho, mas sem sucesso. Tendo em conta a degradação de um dos módulos de memória, a equipa decidiu ligar um dos três módulos de reserva a bordo do telescópio. Porém, os comandos dados para iniciar o módulo falharam. Os responsáveis repetiram as operações, no entanto, todas as tentativas foram em vão.

Ainda a 18 de junho, a NASA avançou que a equipa responsável vai continuar a realizar múltiplos testes para recolher mais informação sobre o sistema e isolar o problema. Fora do problema com o computador principal, todos os instrumentos científicos estão de boa saúde, embora se mantenham em “modo de segurança”. Caso não seja possível restaurar o equipamento, a NASA terá de ativar o computador de reserva que existe abordo do Hubble.

Recorde-se que, em março deste ano, um erro inesperado no software do Hubble levou a NASA a ter de ligar o “modo de segurança”. Já em em outubro de 2018 o telescópio foi forçado a entrar no mesmo modo devido a uma avaria no seu giroscópio. O plano inicial envolvia recorrer a um instrumento suplente, no entanto, após a ativação, a sua rotação acelerou em demasia. Para resolver o problema foi necessário comandar o Hubble para realizar uma série de manobras estratégicas que permitiram calibrar o instrumento.

No ano passado, o Hubble assinalou a marca dos 30 anos de atividade no Espaço e, apesar de várias das iniciativas planeadas para comemorar a data terem sido adiadas devido à pandemia da COVID-19, a NASA não deixou de aproveitar os meios digitais para celebrar a ocasião.

Clique nas imagens para recordar alguns dos momentos captados pelo Hubble ao longo de 30 anos

O Hubble ainda não tem uma data marcada para a sua "reforma" e os planos para o lançamento do seu sucessor, o Telescópio Espacial James Webb, continuam a ser adiados. No início de junho, a NASA e a ESA voltaram a adiar a data de lançamento do telescópio. Os planos apontavam para o dia 31 de outubro, mas um atraso nos trabalhos de preparação obrigou a mover o evento para umas semanas mais tarde. Embora ainda não exista nova data, é provável que o lançamento ocorra nos últimos dias de novembro ou no início de dezembro.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.