A Intel anunciou que planeia descontinuar a sua linha de processadores Kaby Lake-G, lançados em 2018, e que incluíam subsistemas gráficos Radeon RX Vega M da AMD.

A parceria entre rivais do mercado dos processadores despertou a curiosidade do público quando foi anunciada, deixando até mesmo alguns um pouco confusos. No entanto, o tempo e a falta de procura pelos componentes ditaram o fim de uma colaboração considerada por muitos estranha.

Embora tenham sido concebidos para tentar derrubar a concorrência apresentada pela Nvidia, os processadores conseguiram a atenção de poucas fabricantes de computadores.

Na notificação de alteração de produto a Intel avisa os produtores de computadores portáteis que utilizam os processadores da linha Kaby Lake-G para fazerem as suas encomendas até 31 de janeiro de 2020.

A empresa indicou também que fará os últimos envios dos componentes em questão a 31 de julho do mesmo ano. Os componentes afetados incluem vários processadores Intel Core i7, à semelhança do 8706G, 8705G, 8809G e 8709G, assim como o Intel Core i5-8305G.

Para já a batalha entre “titãs” continua, em especial após o anúncio da Intel de uma possível redução de preço de alguns dos seus processadores para desktops. A medida estará relacionada com a concorrência da AMD, que se prepara para lançar a sua nova geração de processadores Ryzen.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.