O governo japonês quer colocar na estrada um serviço de transporte com carros autónomos (sem condutor) até 2020, ano em que o país é sede dos próximos Jogos Olímpicos de Verão. O projeto faz parte de uma estratégia de investimento em tecnologias emergentes anunciada esta segunda-feira.

De acordo com o primeiro-ministro Shinzo Abe, os testes com carros autónomos vão iniciar-se ainda durante o ano fiscal de 2018. Em 2022, o executivo espera conseguir apresentar uma versão comercial do sistema, sendo que as olimpíadas funcionarão como uma derradeira prova de fogo à capacidade desta rede.

Acidentes com carros autónomos estão a afetar negativamente a opinião dos consumidores
Acidentes com carros autónomos estão a afetar negativamente a opinião dos consumidores
Ver artigo

Apesar de ser um investimento que é visto com bons olhos pelos economistas, este sistema tem também uma vertente utilitarista, uma vez que a população ativa está a diminuir no Japão. Com a afluência de turistas e atletas que se registará em Tóquio por altura da competição, a organização vai precisar de garantir uma rede de transportes consistente, funcional e eficiente.

Outro dos problemas que o país está a tentar gerir é o da poluição atmosférica, sendo que o desenvolvimento de alternativas mais ecológicas de transporte estará certamente entre os métodos preferenciais para o combate ao fenómeno.

No país asiático existem já várias marcas com experiência no sector das tecnologias de condução autónomo, como é o caso da Nissan, da Toyota, ou da SoftBank, que chegou mesmo a testar o funcionamento de um pequeno autocarro sem condutor, nas ruas de Tóquio.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.