Se de alguma forma os portáteis que existem no mercado não são apelativos o suficiente para si, sobretudo por falta de músculo ao nível das especificações técnicas, a Lenovo pode ter dado a resposta às suas necessidades. Os novos computadores da gama Thinkpad posicionam-se como estações de trabalho ambulantes: poderosas, mas ao mesmo tempo móveis.

Os modelos ThinkPad P50 e P70 podem ser comprados em diferentes configurações. Mas se juntar os melhores componentes poderá ter um computador portátil com ecrã Ultra HD, processadores Xeon, até 1TB de armazenamento SSD, 64GB de memória RAM e duas portas Thunderbolt 3 para transferências super-rápidas de dados e ficheiros.

Esta será a primeira vez que os processadores Intel Xeon vão ser incluídos num computador portátil, estando até aqui reservados para as máquinas de trabalho mais exigente - como os Mac Pro -, servidores e sistemas de processamento dedicados.

Os processadores que vão ser incluídos nos portáteis da Lenovo já pertencem à mais recente arquitetura de chips da Intel, os Skylake, respeitando um modelo de fabrico de 14 nanómetros.

O modelo P50 vai estar disponível num tamanho de 15,6 polegadas, enquanto o P70 vai ter um ecrã de 17 polegadas.

De acordo com a publicação Anandtech, as configurações mais básicas dos modelos Lenovo P50 vão começar nos 1.599 dólares, cerca de 1.440 euros, enquanto a versão P70 começará nos 1.799 dólares, o equivalente a 1.620 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.