É cada vez mais uma realidade a aposta das grandes marcas nos veículos aéreos como forma futura de mobilidade urbana. A Joby Aviation, sedeada na Califórnia é uma startup aeroespacial que na última década tem trabalhado num veículo elétrico. Na sua última ronda de financiamento obteve 590 milhões de dólares e a parceria da Toyota para o desenvolvimento da frota de veículos e design dos modelos.

A entrada da fabricante japonesa é apenas um estreitar da relação, porque a mesma já havia investido na empresa numa ronda anterior em 2018, juntamente com a Intel e a JetBlue. No total, a Joby já amealhou 720 milhões no projeto, avança o The Verge, sendo uma das empresas que assinou o serviço de táxi aéreo com a Uber.

É referido que a Jobi tem mantido o seu protótipo secreto, ao contrário de outras empresas que estão a desenvolver veículos aéreos. Mas desta vez revelou informações e imagens. Na sua estrutura, o aparelho tem seis rotores elétricos e uma cabine para cinco pessoas, incluindo o piloto. O veículo levanta voo e aterra de forma vertical como um helicóptero, mas depois roda os rotores e desloca-se como um avião. O veículo tem autonomia para 240 quilómetros, a uma velocidade máxima de 320 km/h. É referido como sendo 100 vezes mais silencioso que um avião convencional.

A Joby Aviation confia na Toyota para tomar a liderança do mercado, sobretudo a capacidade de construção mais rápida que a concorrência. Alem disso, a fabricante nipónica tem a experiência na construção, qualidade e controlo de custos para suportar o desenvolvimento e produção do aparelho.

Relativamente à parceria com a Uber, esta irá ajudar no controlo do tráfego aéreo, assim como a construção da base de aterragem, as ligações com os transportes terrestre, assim como a aplicação que envolve o serviço de táxi.

Ainda recentemente a Hyundai esteve na CES a mostrar o seu protótipo de veículo voador. Há já várias empresas na corrida para colocar o primeiro automóvel comercial nos céus: a Airbus/Audi com o seu Vahana Alpha Two, a Volocopter que vai arrancar este ano testes e demonstrações públicas do seu táxi aéreo; o Cora da Kitty Hawk de Larry Page também já circula nos céus da Nova Zelândia. E depois há vários outros projetos de startups de drones para transportar pessoas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.