Cerca de 1500 crimes de roubo de identidade a funcionários do Governo britânico foram o ponto de partida para levar a cabo uma burla online que lesou o país em cerca de 52 milhões de dólares, admitiu o HM Revenue and Customs. O escândalo rebentou depois de vários avisos desta Autoridade Britânica de impostos que há seis meses, pela primeira vez, detectou as primeiras irregularidades.



O esquema montado pelos burlões consistia na utilização de identidades falsas de funcionários dos serviços de pensões que eram usadas para aceder ao sistema e alterar dados de queixas apresentadas aos serviços tributários, passíveis de indemnização financeira. Os dados dos queixosos eram posteriormente alterados por forma a que os valores financeiros que lhes deveriam ser pagos na sequência da apresentação da queixa e confirmação da sua validade fossem depositados nas contas bancárias dos burlões.



Estima-se que a operação tenha penalizado o Estado britânico em 52 milhões de dólares, mas para já não há muitos pormenores sobre o caso que foi entregue à polícia. O Governo limita-se a informar que o site dos impostos vai manter-se em baixo, depois de ter sido encerrado no final da semana passada, até que as questões de segurança estejam completamente salvaguardadas.



O site foi lançado pelo Governo britânico em 2003 e desde essa altura já sofreu vários problemas, na sua maioria causados pelo próprio sistema de informação, refere a C|Net com base em testemunhos de juristas britânicos.



Notícias Relacionadas:

2005-08-09 - Empresa de segurança descobre mega esquema de roubo de identidade

2005-04-06 - Crime informático lesa empresas britânicas em 3,5 mil milhões de euros

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.