O Facebook anunciou esta segunda-feira, dia 22 de janeiro, que vai abrir três centros de formação digital na Europa. As infraestruturas vão servir para ensinar várias competências úteis no mundo digital, e a empresa espera conseguir formar um milhão de alunos ao longo dos próximos dois anos.

Estes centros vão situar-se em Espanha, Polónia e Itália e fazem parte de um investimento mais amplo que a rede social está a fazer na Europa. Em França, por exemplo, a tecnológica vai investir 10 milhões de euros num laboratório de investigação que trabalha no desenvolvimento de inteligências artificiais.

Europa obriga Google, Facebook e Twitter a mudar termos de serviço e remover ofertas fraudulentas
Europa obriga Google, Facebook e Twitter a mudar termos de serviço e remover ofertas fraudulentas
Ver artigo

"Existe a preocupação de a revolução digital poder estar a deixar algumas pessoas para trás e nós queremos assegurar-nos que investimos em skills digitais de forma a que as pessoas possam aprendê-los para participarem em pleno na economia digital", disse Sheryl Sandberg, COO do Facebook, em conversa com a Reuters.

Na prática, estes centros vão oferecer formações em literacia mediática, segurança digital e outras habilidades úteis à navegação na internet. Os alunos serão maioritariamente pessoas com acesso limitado a tecnologias, como os idosos, os refugiados e algumas crianças.

Em adição, o Facebook vai ainda trabalhar com cerca de 250 mil negócios numa formação online, e com 100 mil pequenas e médias empresas através de uma ação de formação presencial. O projeto insere-se num programa comunitário que tem o objetivo de estimular o crescimento e o recrutamento destas empresas.

"Queremos garantir que as pessoas vêm que estamos a investir localmente, que estamos a investir em tecnologia e que estamos a investir em humanos", rematou Sandberg.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.