com o apoio MEO
Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui

Facebook baniu mais 3 mil contas por partilharem informação falsa sobre a COVID-19

Foram também eliminadas mais de 20 milhões de publicações e 190 milhões foram etiquetadas com um alerta sobre a possibilidade de o seu conteúdo induzir em erro.
Facebook baniu mais 3 mil contas por partilharem informação falsa sobre a COVID-19

Desde o início da pandemia de COVID-19 que o Facebook intensificou esforços para monitorizar e eliminar contas e publicações que disseminassem informações falsas sobre o tema. A vacinação veio agudizar o fenómeno e desde então que, entre perfis, grupos e páginas, foram banidas mais de 3 mil.

O número foi avançado pela própria rede social num relatório sobre a atividade que tem sido conduzida em nome do cumprimento das diretrizes da plataforma. Embora possa parecer reduzido, dada a quantidade de desinformação que é partilhada sobre a pandemia, a empresa sublinha que foram também eliminadas mais de 20 milhões de publicações e 190 milhões foram etiquetadas com um alerta sobre a possibilidade de o seu conteúdo induzir em erro.

Casa Branca acusa Facebook e YouTube pela partilha de desinformação sobre a vacina de COVID-19
Casa Branca acusa Facebook e YouTube pela partilha de desinformação sobre a vacina de COVID-19
Ver artigo

Sobre os mais de 3 mil perfis, grupos e páginas eliminadas, o Facebook adianta que o grupo responsável por colocar mentiras sobre a pandemia em circulação nas redes sociais é, de facto, reduzido. O conteúdo é depois replicado e daí o número de publicações eliminadas e etiquetadas ser substancialmente superior.

Monika Bickert, vice-presidente do departamento responsável pelas políticas de conteúdo, explicou, em conversa com os jornalistas, que já foram identificados 65 tipos de informações falsas. Bickert disse ainda que alguns grupos estão já a utilizar linguagem codificada para tentar escapar à alçada das equipas e dos sistemas de monitorização, o que pode representar um desafio para a empresa.

Facebook e Instagram encerraram 31,5 milhões de publicações relacionadas com discurso de ódio
Facebook e Instagram encerraram 31,5 milhões de publicações relacionadas com discurso de ódio
Ver artigo

O Facebook adiantou ainda que o seu centro de informação para a COVID-19 alcançou 2 mil milhões de pessoas. A página foi criada para partilhar informações e dados fidedignos sobre a pandemia, bem como sobre a vacinação.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Deve estar ligado no Facebook para poder ver e interagir com este artigo.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.