A Associação da Indústria Discográfica da América vai avançar com 477 novos processos contra utilizadores de Internet que alegadamente trocaram ficheiros de música via Internet, de forma ilegal. Entre os acusados contam-se vários jovens, estudantes de liceu, pertencentes a 11 estados norte-americanos.

Não é a primeira vez que estudantes são envolvidos nas acções judiciais da RIAA, que há alguns meses atrás havia garantido estar apenas interessada nos grandes piratas. Contudo, os alvos da organização têm-se estendido a vários grupos passando pelos estudantes e mesmo empresas com várias organizações a receberem avisos quanto aos conteúdos que circulam nas suas redes.

Relativamente aos processos agora iniciados, Cary Sherman, presidente da associação, reafirma que embora os estudantes não sejam o principal alvo da RIAA e apesar da organização reconhecer os esforços das escolas e universidades no controle à pirataria, o problema existe e os elementos mais activos destes círculos devem ser punidos por isso, noticia a Associated Press.

Até que o processo esteja concluído os suspeitos, identificados através dos endereços IP são obrigados a remover todo o software alegadamente utilizado na prática de acções ilegais. Com os novos casos ascende já a 2.454 o número de utilizadores processados pela RIAA desde o Verão passado. Destas, 437 pessoas aceitaram pagar indemnizações à indústria em troca da retirada das queixas.

Notícias Relacionadas:
2004-03-24 - RIAA anuncia 532 novos processos por troca de ficheiros de música ilegal
2004-04-20 - RIAA abandona programa Clean Slate que prometia amnistiar utilizadores arrependidos

2004-03-31 - Perseguição a swappers começa na Europa e no Canadá

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.