Nos primeiros cinco dias em que o Kindle Fire ficou disponível para pré-venda foram encomendados 250.000 unidades do primeiro tablet da Amazon, segundo as estimativas da firma de marketing digital eDataSource.

Não se viam números assim desde o lançamento do iPad ou do iPad 2, realça a imprensa internacional. Recorde-se que o tablet da Amazon ainda nem sequer está disponível para entregas, começando a ser distribuído apenas a partir de dia 15 de Novembro. E só nos Estados Unidos.

Só nas primeiras 24 horas terão sido reservados 95.000 unidades do dispositivo baseado em Android e equipado com ecrã tátil de 7 polegadas - e cujo preço de venda ao público é de 199 dólares.

As entregas serão feitas respeitando a ordem dos pedidos, explica a Amazon no site, e apesar do tablet não contar com características como a câmara, microfone ou versão com ligação 3G, como acontece com a maioria dos concorrentes, tal não parece esmorecer o interesse dos consumidores.

Convém no entanto ter em conta que os números avançados não são oficiais, mas antes os apontados pela eDataSource, com recurso a um método que é descrito da seguinte forma: a empresa recorre a um "grupo de teste" de 800.000 caixas de email e analisa os recibos de produtos comprados online.

Os registos de recibos de vendas de Kindles Fire chegaram aos 95.000 mil no primeiro dia e os três novos leitores de ebooks, que a marca apresentou no mesmo dia, contabilizaram 25.000 encomendas no mesmo período.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.