A Silk Labs é apontada como sendo especializada em Inteligência Artificial, mais precisamente na otimização de software da tecnologia, destinado a correr em pequenos dispositivos de consumo - como são muitos dos equipamentos da Apple.

A notícia da aquisição é avançada pelo The Information que fita “fontes próximas” para indicar que a compra terá ocorrido não é de agora e terá ocorrido no início do ano. De resto não há quaisquer detalhes financeiros acerca do negócio, como é habitual.

A confirmar-se, a Silk Labs integra um grupo do qual fazem parte uma empresa de analítica musical, outra de fotografia computacional e parte da Dialog Semicondutor, especialista na construção de processadores, todas adquiridas em 2018.

Recorde-se que 2017 tinha terminado com a confirmação da intenção de compra- aí de maior dimensão - do Shazam, negócio que só foi materializado este ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.