Este investimento será alocado a rondas de financiamento da Série A, dirigidas a projetos numa fase inicial de abordagem ao mercado, e estará sobretudo orientado para empresas que usem a região ibérica como base de lançamento e desenvolvimento dos seus negócios no mercado global.

O fundo de investimento agora anunciado pela Faber (o Faber Tech II) para já tem 20,5 milhões de euros disponíveis, mas o processo de angariação de capital não está fechado e o objetivo é que durante o próximo ano consiga alcançar os 30 milhões de euros.

Há já três projetos onde a Faber investiu, que vão beneficiar do capital angariado através do fundo: SWORD Health, YData e Emotai. A primeira destas três startups portuguesas criou um sistema pioneiro de fisioterapia digital, que alia inteligência artificial e equipas clínicas. Angariou já um financiamento de 15,6 milhões de euros em capital de risco e a Faber é um dos investidores.

A YData é uma plataforma que ajuda os data scientists a melhorar a qualidade dos dados e a garantirem a sua privacidade e a Emotai desenvolveu uma plataforma, baseada em neurociência, para análise e melhoria de desempenho nos atletas de desportos virtuais. A Faber participou no pré-Seeed de ambas (angariação de investimento na fase embrionária dos projetos), liderando a operação da YData.

Além de reunir vários investidores privados, o Faber Tech II tem como investidores “âncora” o Fundo Europeu de Investimento - maior investidor institucional Europeu nesta classe de ativos - e a Instituição Financeira de Desenvolvimento que, em conjunto, asseguram 15 milhões de euros (via Plano Juncker e Portugal Tech).

A gestão do fundo será feita a partir de Lisboa. A equipa de gestão operacional integra  Alexandre Barbosa, Carlos Silva, Rui Melo de Carvalho e Sofia Santos (na foto). Os promotores garantem que o modelo de gestão inovador será o grande elemento diferenciador deste instrumento, que vai assentar na experiência e no conhecimento da equipa e da rede de advisers chamada ao projeto, com representantes nacionais e internacionais de vários quadrantes.

“A conclusão com êxito da primeira fase de subscrição deste fundo permite-nos antever um crescimento na procura deste tipo de investimento”, comenta Alexandre Barbosa, fundador e Managing Partner da Faber. Sobretudo, acrescenta, “numa altura em que vivemos uma nova era na qual a transformação digital através da Inteligência Artificial, do Machine Learning, da ciência de dados e de outras avançadas tecnologias são cada vez mais relevantes para as empresas e os seus negócios”.

Na lista de empresas investidas ao longo dos últimos sete anos, a Faber soma startups como a Seedrs, Unbabel, Hole 19 ou Codacy.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.