O investimento do sector financeiro português em Tecnologias da Informação vai crescer a um ritmo anual de 5 por cento até 2009, altura em que se deverá fixar nos 834 milhões de dólares, avança uma previsão da IDC que justifica o crescimento com a necessidade "das instituições financeiras gerirem o risco inerente à sua actividade e estarem em conformidade com as diversas directivas e normas regulamentares da União Europeia".



A consultora revela que em 2005 o investimento do sector nesta área foi de 688 milhões de dólares com uma representatividade significativa dos serviços que canalizaram 44 por cento do investimento efectuado. O hardware foi a segunda área de maior investimento (40 por cento do total), logo seguido pelo software (16 por cento), revela o estudo Banca, Seguros e Outras Entidades Financeiras: Sondagem e Previsões, 2005-2009.



Na área do software a IDC prevê um crescimento dos investimentos na ordem dos 7 por cento ao ano, o que permitirá passar dos 112 milhões de dólares registados em 2005 para 146 milhões de dólares em 2009. No hardware as previsões apontam para um valor de investimento de 327 milhões de dólares em 2009, resultado de um crescimento anual de 5 por cento, sustentado nos 275 milhões de dólares investidos este ano.



Na área dos serviços, o crescimento médio anual estimado para os próximos três anos é de 4 por cento para se atingir um valor de 361 milhões de dólares, referem os resultados obtidos através de sondagens a 68 instituições financeiras.



Notícias Relacionadas:

2005-01-05 - IDC pressagia para 2005 muita turbulência e fraco crescimento no sector das TI

2004-03-11 - Recuperação do mercado de PCs fortalecida por novo aumento de expectativas da IDC

2004-02-18 - Mercado nacional das TI deverá crescer mais do que o PIB

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.