A operadora holandesa KPNQwest poderá vir a apresentar um pedido de protecção para falência. De acordo com informações veiculadas pelo serviço informativo Europemedia.net que cita na sua edição de hoje a publicação CommunicationsWeek International esta empresa estará a passar, neste momento por um processo de reestruturação da sua dívida.



Segundo alguns executivos séniores do sector das telecomunicações a empresa deverá ser separada, sendo que a Ebone – rede recentemente adquirida – deverá ser vendida.



Para já a empresa especialista em investimentos e segurança Bear Stearns & Co vai aconselhar os responsáveis da empresa holandesa no processo de reestruturação. Até lá, a KPNQwest recusa-se a fazer quaisquer comentários.



Uma das hipóteses que se apresenta como provável para evitar que a firma vá à falência será o financiamento adicional da empresa-mãe Qwest e dos accionistas – e como já foi referido a venda ou dissolução da Ebone.



Neste momento existem também especulações de que a operadora incumbente espanhola, a Telefonica, esteja a avaliar a situação económica da operadora holandesa, podendo afirmar-se como um potencial investidor.



Para alguns analistas, caso o pior cenário se concretize, o mercado europeu dos serviços de dados não deverá esperar um futuro brilhante, já que se trata da falência de uma das poucas operadoras dispostas a fornecer serviços a grandes empresas. De salientar que no ano transacto a KPN alienou-se da KPNQwest estando à espera para vender os 40 por cento que ainda detém desta operadora.



Notícias Relacionadas:

2002-03-27 - Comissão Europeia investiga possível abuso de posição do operador incumbente holandês KPN

2002-03-08 - Comissão Europeia aprova controle da E-Plus pela KPN

2001-12-19 - KPN Mobile vai lançar i-mode no início do segundo trimestre de 2002

2001-09-01 - Fusão da KPN com Belgacom fracassa

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.