O mercado nacional consolidado de Tecnologias de Informação (TIs) cresceu 12 por cento em 2001, tendo alcançado os 1.621 milhões de euros (325 milhões de contos), segundo indicações recentes divulgadas pela INSAT, uma empresa portuguesa de estudos de mercado.



Os crescimentos não foram homogéneos, pois o hardware aumentou menos que o mercado global, cerca de 8 por cento, enquanto a subida no segmento de software e serviços foi maior, perto de 17 por cento.



A INSAT indica que as primeiras estimativas para este crescimento foram obtidas nos primeiros meses do ano passado com base nos orçamentos reais de tecnologias de informação de 698 gestores de TIs nas sete mil maiores empresas nacionais.



Na segunda metade do ano uma amostra de 250 gestores de TI nas empresas "utilizadoras" permitiu confirmar que mais de 70 por cento dos gestores mantiveram os planos de investimento, indicando as restantes variações equilibradas.



Apesar dos números positivos e em sintonia com as estimativas iniciais, o mercado evoluiu de forma diferenciada ao longo de 2001. Os melhores meses de crescimento foram os primeiros três meses do ano, especialmente para o hardware, tendo este segmento vindo a abrandar de forma mais ou menos contínua desde Abril. A INSAT salienta que em Dezembro, habitualmente um dos melhores meses para a venda de equipamentos, este segmento cresceu apenas 3 por cento.




Notícias Relacionadas:

2001-09-27 - Barómetro INSAT regista pior mês nas TIs desde 1995

2001-08-12 - Entrevista: O sector da TIs cresce em média 12 por cento ao ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.