Decidida a ocupar um posto importante no mundo móvel, a Motorola anunciou que lançará no final deste ano um smartphone com sistema operativo Android. O telemóvel, denominado Calgary, terá teclado QWEERTY deslizante e será comercializado, numa primeira fase, nos Estados Unidos pela Verizon.

O intuito da fabricante é dar um novo impulso ao seu negócio depois de reportar perdas na ordem dos 173 milhões de euros no seu primeiro trimestre fiscal.

Já as vendas da fabricante permitiram receitas na ordem dos 4 mil milhões de euros, um valor positivo mas não suficiente para

No que se refere ao número de telemóveis vendidos no período, a Motorola refere que comercializou 14,7 milhões de equipamentos, o que representa um retrocesso de 23 por cento face aos números anteriores. A quebra teve impacto na quota de mercado da fabricante, que se passa a situar nos 6 por cento.

Greg Brown, CEO da Motorola, refere que a empresa "continua a gerir os custos de forma a assegurar o alinhamento com as condições de mercado actuais". Como tal, garante que estão a ser feitos todos os esforços para "actuar com disciplina operativa e financeira no que se refere a investimentos", cada vez mais selectivos dada a situação económica mundial.

Mesmo assim, e apesar dos planos de contenção de custos o responsável refere que é de esperar que "as perdas continuem" nos próximos trimestres.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.