A NOS anunciou o lançamento de um fundo de capital de risco de 10 milhões de euros para fomentar a investigação e desenvolvimento das redes móveis de quinta geração. O Fundo NOS tem em vista o investimento em startups tecnológicas que desenvolvam soluções baseadas ou potenciadas pelo 5G. Em questão estão áreas desde a realidade virtual às smart cities, passando também pela condução autónoma, Internet of Things (IoT) e Big Data.

Segundo a operadora de telecomunicações, o fundo NOS 5G deverá entrar em operação ainda em 2019, cobrindo um período de investimento de cerca de cinco anos. A NOS quer assim apostar no investimento na comunidade nacional de empreendedores, em especial, em projetos tecnológicos nas primeiras fases de desenvolvimento.

Estado da Nação das comunicações: Um 5G coxo, com “g” minúsculo, a roda livre do regulador e a falta de estratégia
Estado da Nação das comunicações: Um 5G coxo, com “g” minúsculo, a roda livre do regulador e a falta de estratégia
Ver artigo

“As empresas em fase early stage, com operação no nosso país, serão desafiadas a criarem novas ideias e novos projetos que explorem todo o potencial que o 5G encerra”, afirma Miguel Almeida, CEO da NOS, citado em comunicado à imprensa. O objetivo será, “através de investimento e coinvestimento” colocar as inovações desenvolvidas pelas “ao serviço das pessoas, das empresas e da sociedade”, elucida o responsável.

De acordo com a operadora, a gestão do Fundo NOS 5G ficará a cargo de uma gestora de fundos independente. Embora não indique o nome da entidade que assegurará a sua gestão, a empresa afirma que esta demonstra experiência na “seleção e gestão de investimentos em startups de base tecnológica”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.