O Openbank, o banco digital do grupo espanhol Santander, começou a operar em Portugal em dezembro do ano passado. Para reforçar a sua aposta no mercado nacional a entidade apresentou hoje, 4 de fevereiro, a sua primeira oferta comercial a pensar nos consumidores mais jovens.

O banco oferece uma conta sem comissões e com uma rentabilidade de 2% nos primeiros 6 meses, até um máximo de 5.000 euros. Através do site ou da app do Openbank, os titulares podem fazer transferências gratuitas em euros para qualquer país da União Europeia.

Até ao fim de maio deste ano, as contas abertas no Openbank não têm custos de abertura ou manutenção. Associada à conta está o cartão de débito gratuito "Я42". O cartão permite a subscrição sem custos adicionais, até o final de maio, de benefícios de viagem como a realização de pagamentos em moedas estrangeiras. A partir de junho, os novos clientes passam a pagar 7,99 euros por mês para ativá-los.

Clientes da Mastercard já podem efetuar pagamentos em Portugal via Apple Pay nas lojas ou compras online
Clientes da Mastercard já podem efetuar pagamentos em Portugal via Apple Pay nas lojas ou compras online
Ver artigo

Com o "Я42", os titulares podem fazer cinco levantamentos em dinheiro por mês sem custos adicionais na zona Euro e levantamentos sem limites nas caixas automáticas do Banco Santander em todo o mundo. O cartão é compatível com sistemas de pagamento móvel como o Openbank Pay e o Apple Pay.

Seguindo uma “estratégia bancária socialmente responsável”, a utilização do Я42 também permite apoiar causas sociais. “Acreditamos que o desenvolvimento de uma estratégia bancária responsável, comprometida com o futuro do planeta e com o bem-estar da sociedade, é a única forma de entender a banca do futuro”, afirma Ezequiel Szafir, CEO do Openbank, citado em comunicado à imprensa.

Assim, cada vez que um cliente faz um pagamento com o cartão, o valor arredondado até à próxima unidade do euro é doado a uma ONG à sua escolha, como a Liga Portuguesa Contra o Cancro e a Associação Salvador. Além disso, é possível estabelecer um montante mínimo e o máximo a ser doado.

Para ajudar os clientes a gerir os seus investimentos, o Openbank disponibiliza uma plataforma gerida automaticamente por um robot. O consultor robótico permite subscrever a carteiras de fundos de investimento, ajustando cada estratégia aos movimentos do mercado. O portefólio é desenvolvido e supervisionado pelo Comité de Investimentos do Openbank em parceria com a BlackRock e o Santander Asset Management, avança a instituição.

(Nota de redação: O artigo foi atualizado com um esclarecimento em relação ao cartão "Я42". Última alteração: 10h42)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.