Os smartphones representaram 23,6% das vendas de telemóveis no primeiro trimestre de 2011, segundo as contas da Gartner, num crescimento de 85% face ao período homólogo. Em números totais, o mercado móvel registou um crescimento de 19%, totalizando 427,8 milhões de unidades vendidas.

"A quota dos smartphones podia ter sido maior. Com o anúncio, por parte de várias fabricantes, da chegada de novos modelos no segundo trimestre, acreditamos que alguns consumidores optaram por adiar as suas compras", referiu Roberta Cozza, da Gartner, citada pelo The Wall Street Journal.

Os números da consultora mostram ainda que no primeiro trimestre deste ano, a Nokia vendeu 107,6 milhões de terminais, garantindo 25,1% do mercado, continuando a liderar, embora com menos quota - no primeiro trimestre de 2010 a quota da fabricante finlandesa era de 30,6%.

A Gartner atribui à rival Samsung a segunda posição em volume de vendas, com uma fatia de mercado de 16,1%, também abaixo dos 18% atingidos em 2010, enquanto a LG arrecada 5,6% (7,6% em em 2010). Já a Apple conseguiu aumentar a sua quota de 2,3% para 3,9%.

Por enquanto não são revelados valores por regiões, mas refira-se que os números da IDC para os primeiros três meses deste ano colocam, pela primeira vez, a Samsung no primeiro lugar do pódio europeu de fabricantes.

Voltando à Gartner, a consultora refere que o Android da Google foi o sistema operativo mais vendido nos smartphones no primeiro trimestre de 2011, com uma quota de mercado de 36%, quando em 2010 somava apenas 9,6%.

O primeiro lugar foi roubado ao Symbian, da Nokia, que viu cair a sua participação dos 44,2% registados no ano passado, para os 27,4%. A plataforma da Apple, por sua vez, aumentou a sua quota de 15,3% para 16,8%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.