Em março a SpaceX enviou terminais da Starlink à Ucrânia para manter o país conectado com resto do mundo, com a empresa a responder aos apelos de ajuda do ministro da Transformação Digital ucraniano, Mykhailo Fedorov.

Embora a empresa de Elon Musk dê a entender que os terminais foram simplesmente doados, o jornal The Washington Post avança que os Estados Unidos terão financiado parcialmente a entrega dos equipamentos à Ucrânia.

O jornal indica que, recentemente, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês), anunciou a compra de mais de 1.330 terminais da Starlink para enviar para a Ucrânia, enquanto a SpaceX terá doado perto de 3,670 terminais.

Embora a USAID tenha indicado inicialmente que esta era uma “doação do setor privado” com um valor estimado em 10 milhões de dólares, a agência não entrou em mais pormenores acerca de quanto estaria a contribuir.

Mais tarde, a agência terá removido informação do seu anúncio original, passando a indicar que entregou 5.000 terminais Starlink à Ucrânia através de uma “parceria público-privada” com a SpaceX, sem mencionar valores relativos a doações.

De acordo com documentação interna, a USAID terá concordado em comprar quase 1.500 terminais Starlink, cada um com um preço de 1.500 dólares, pagando ainda uns 800.000 adicionais pelos custos de transporte: num total de mais de três milhões de dólares. Segundo documentação anterior, a agência concordou também em adquirir 175 terminais adicionais.

Starlink: Internet da SpaceX está a ajudar drones ucranianos a detetar e abater forças russas
Starlink: Internet da SpaceX está a ajudar drones ucranianos a detetar e abater forças russas
Ver artigo

Numa carta endereçada à SpaceX, a agência detalha que os terminais seriam adquiridos e enviados em nome da USAID por parte de um fornecedor terceiro, que estaria a cargo do transporte e entrega dos equipamentos. O documento dava também a conhecer que os quase 3.670 terminais doados pela SpaceX contariam com três meses de dados ilimitados.

Em declarações ao jornal, Rebecca Chalif, porta-voz da USAID, indicou que “a entrega dos terminais Starlink foi possível graças a uma variedade de investidores”, cujas contribuições somaram mais de 15 milhões de dólares, tendo facilitado a compra, voos internacionais, transporte e ativação do serviço de Internet de 5.000 equipamentos da SpaceX.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.