Esta semana soube-se que membros do governo dos Estados Unidos estariam em conversações com fabricantes como a TSMC sobre a construção de fábricas de semicondutores em solo americano há vários anos. Agora, a TSMC confirma a intenção de construir uma fábrica no Estado do Arizona, com um investimento que pode chegar aos 12 mil milhões de dólares. A construção será subsidiada pelo governo norte-americano e deverá começar em 2021. Já a produção está prevista para ter início em 2024.

A empresa de Taiwan, que continua a ser a principal fornecedora de chips à Qualcomm, NVidia, AMD e a Apple, explica que irá contar com a tecnologia de 5 nanómetros. As instalações terão uma capacidade de construir 20.000 "bolachas" de semicondutores por mês, numa fábrica que irá contar com 1.600 novos postos de trabalho.

Governo de Trump em conversações com a Intel e TSMC para abrir novas fábricas de chips nos Estados Unidos
Governo de Trump em conversações com a Intel e TSMC para abrir novas fábricas de chips nos Estados Unidos
Ver artigo

A TSMC considera que este projeto revela ser uma "estratégia importante e crítica para um mercado de semicondutores competitivo nos EUA". Apesar de fazer referência a um grande investimento de capital e tecnologia, a empresa afirma que as políticas de apoio dos Estados Unidos serão "cruciais" para o sucesso do projeto. No entanto, não é conhecida a quantia exata que será disponibilizada pelo governo.

Caso o projeto vá mesmo para a frente, esta será a segunda fábrica da empresa em solo americano. A TSMC já tem instalações em Washington e design centers em Austin, Texas e São Francisco.

Para além da TSMC, as notícias desta semana davam conta de que o governo norte-americano estaria também em conversações com a Intel. Mas, até ao momento, a empresa não fez qualquer anúncio oficial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.