Até final do primeiro trimestre deste ano a Anacom tinha recebido 996 pedidos de análise aos níveis de radiações não-ionizantes. Só entre Janeiro e Março o regulador recolheu 24 solicitações, das quais finalizou 13.



Em termos globais o regulador já resolveu um total de 969 processos, a maioria através da realização de medições que concluíram não haver perigo para a saúde das populações, em nenhum dos casos analisados.



A quase totalidade dos casos avaliados aponta para valores cinquenta vezes inferiores aos níveis de referência na densidade de potência estabelecida legalmente (na Portaria nº 1421/2004 de 23 de Novembro).
Apenas em 33 dos casos analisados este intervalo não era garantido, embora os níveis de referência se mantivessem respeitados.



O regulador acrescenta que os resultados das análises entretanto concluídas já foram comunicados às entidades ou pessoas que as solicitaram. O número de solicitações de análise registado no primeiro trimestre deste ano foi sensivelmente idêntico ao registado nos dói trimestres anteriores.



Notícias Relacionadas:

2005-02-03 - Concelhos da Maia e Coimbra vão monitorizar campos electromagnéticos


2004-01-23 - Anacom analisou 131 pedidos de verificação de radiações por utilizadores

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.