A Comissão Europeia anunciou hoje que vai aprofundar a investigação sobre o impacto da proposta de aquisição da T-Mobile Áustria sobre a Tele.Ring. Em comunicado, a CE explica que uma primeira análise do processo indiciou que a fusão poderá criar sérios problemas de concorrência no mercado austríaco, onde ambas as empresas actuam.



O documento clarifica que o facto da investigação ser aprofundada e prolongada - o que acontece já pela segunda vez - nada diz sobre as conclusões da análise do órgão regulado que deverão ser conhecidas num prazo máximo de 90 dias úteis.



"Este negócio realiza-se num segmento de importância estratégica para a economia da União Europeia", justifica a comissária europeia para a concorrência, Neelie Kroesn, citada no comunicado. "A liberalização das telecomunicações produziu resultados positivos dando aos consumidores serviços inovadores e preços mais baixos. É crucial assegurar que esses benefícios são preservados", continua.



Na Áustria existem actualmente cinco operadores. Para além da T-Mobile e da Tele.Ring operam no país a Mobilkom, ONE e H3G que detêm quotas de 42 por cento, 18 por cento e 5 por cento, respectivamente. Por seu lado, a T-Mobile detém uma quota de 23 por cento e a Tele.Ring de 12 por cento.



Embora seja o quarto operador do mercado, as autoridades regulatórias de Bruxelas consideram que a Tele.Ring é um dos operadores mais activos do mercado em termos de preços e temem que o seu desaparecimento, enquanto companhia autónoma, dê origem a uma estrutura de mercado com dois operadores dominantes e uma eventual subida de preços.



Notícias Relacionadas:

2003-12-02 - Operadoras austríacas aguardam parecer do Tribunal Europeu sobre valor pago por UMTS

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.