A Comissão Europeia está a investigar se há algum tipo de auxílios do Estado associados ao projeto de regulamento que a Anacom apresentou para o leilão do 5G. Na origem da investigação estão queixas feitas pelas operadoras à Direção-Geral da Concorrência acerca das condições definidas pela entidade reguladora das comunicações no que toca à entrada de mais empresas no mercado.

O Público avança que em questão está o facto de as regras do leilão preverem um desconto de 25% sobre o preço do espectro comprado por novas empresas nas faixas de 900 MhZ e 1800 Mhz e de não serem exigidas obrigações de cobertura e de desenvolvimento de rede como contrapartida.

Ao jornal, a Secretaria de Estado das Comunicações, liderada desde 17 de setembro por Hugo Mendes, confirmou que Bruxelas “pediu esclarecimentos relativamente à potencial existência de auxílios de Estado que decorrem da adoção do projeto de regulamento da Anacom na redação que foi submetida a consulta pública”. A questão já está a ser analisada pelo Governo em conjunto com a entidade reguladora.

Fora exceções previstas na lei, os Estados-membros devem notificar a Comissão Europeia acerca de qualquer ajuda do Estado a projetos ou entidades para que seja avaliada a sua compatibilidade com as regras da UE e a possibilidade de provocar distorções no mercado. Caso não indique a existência de auxílios do Estado, um país arrisca-se a ser punido.

Portugal já não vai ter 5G em 2020. ANACOM adia leilão para outubro
Portugal já não vai ter 5G em 2020. ANACOM adia leilão para outubro
Ver artigo

Recorde-se que, devido ao contexto da pandemia de COVID-19, o leilão para a atribuição das licenças para o 5G está marcado para o mês de outubro, com encerramento em dezembro deste ano. A decisão da Anacom, que prevê que os procedimentos de atribuição dos direitos de frequência estejam concluídos entre os meses de janeiro e fevereiro de 2021, surgiu após o fecho da consulta pública sobre o 5G, onde foram recebidos cerca de 500 contributos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.