Mesmo depois do anúncio oficial que confirmou a eminência de um iPhone 3G, o telefone da Apple continua a encher páginas de jornal e de Internet. Na última semana várias notícias têm desvendado os planos dos diversos operadores para levarem aos clientes a nova versão do telefone. O novo iPhone é o primeiro a dar suporte à terceira geração móvel, o que permitirá acelerar o ritmo das comunicações de dados no equipamento.



A Orange revelou ontem que vai cobrar aos clientes 149 euros pelo modelo de 8 GB e 199 euros pela versão de 16 GB. Acrescentou que inicia vendas a 17 de Julho. Recorde.-se que foi no âmbito do acordo assinado entre o incumbente francês e a empresa de Steve Jobs que a Optimus garantiu a distribuição do iPhone em Portugal, ainda sem data confirmada para começar a ser vendido, ou preços.



No caso da Orange sabe-se já que existem vários preços para o equipamento, que dependem da capacidade da versão comprada, mas sobretudo dos serviços associados ao equipamento. Os preços mais baixos estão associados a pacotes com mais serviços e os mais baratos à venda em pré-pago.



Hoje também a O2 deu pistas relativamente ao preço do equipamento no Reino Unido, através de alguns parceiros. As informações que vieram a público indicam que o telefone vai custar 379 euros na versão de 8 GB e 455 euros na versão de 16 GB. Os preços incluem 6 meses de WiFi gratuito, um serviço que após esse período terá um custo mínimo de 10 libras.



A Deutshe Telekom foi uma das primeiras empresas a revelar planos para o iPhone e a agitar ao mercado ao afirmar que venderia o iPhone por um euro aos clientes que estivessem dispostos a assinar planos de fidelização de dois anos. Claro que, à borla estão associados planos de subscrição mensal que partem de um valor mínimo de 69 euros.



Também a Vodafone Itália já deu notícias sobre os preços que pretende praticar com o novo modelo, surpreendendo pela negativa, por apontar para valores muito acima daqueles que a Apple apontou como indicativos. A empresa anunciou no site que vai vender o equipamento sem contrato de subscrição e avança preços de 499 euros para a versão de 8 GB e 569 euros para a versão de 16 GB.



Um relatório da iSuppli vindo a público esta semana revelava que os custos de produção do próprio iPhone são mais baratos nesta segunda geração, relativamente à primeira. A empresa estima que o novo modelo tenha um custo de fabrico em torno dos 173 dólares, contra os 226 dólares do modelo original de 8 GB. O valor para esta nova versão, 23 por cento mais baixo, é explicado pelo decréscimo no preço dos componentes, uma diferença que nuns países se notará mais que noutros.



Notícias Relacionadas:

2008-06-19 - iPhone também pode ser reservado na Worten Mobile

2008-06-16 - iPhone 3G a 1 euro no catálogo da T-Mobile

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.