A Verizon Wireless prepara para meados de 2005 o lançamento no mercado norte-americano de um serviço de toques de ringback, uma solução que muitos encaram como o próximo grande negócio da área móvel.




Ao contrário dos toques, em que o utilizador do telemóvel escolhe a música que quer ouvir quando recebe uma chamada, os ringbacks são escolhidos e pagos pelo chamador.




Baseado na solução ColoRing da operadora sul-coreana SK Telecom, o serviço da Verizon terá um custo mensal de 0,99 dólares, a que se adiciona um custo anual de 1,99 dólares por cada toque escolhido de entre um catálogo de 2.200 músicas, de 13 géneros diferentes.




O ColoRing surgiu no mercado coreano em 2002 e após 12 meses de funcionamento, um terço dos 18 milhões de subscritores da operadora eram utilizadores do serviço, gerando oito milhões de dólares por mês em receitas, segundo dados da Ovum, citados pela Associated Press.




Os serviços de toques de ringback também já marcam presença na Europa, através da T-Mobile ou da Vodafone por exemplo, mas o negócio europeu está longe de se assemelhar ao asiático. Para toda a Europa Ocidental prevêem-se para 2004 receitas de apenas 16 milhões de dólares, de acordo com a Mackenzie.



"O conceito de toques de ringback não é dos mais fáceis de explicar e as pessoas que pagam pelo serviço nunca vão poder ouvir as músicas que escolhem - ou seja, é um serviço de venda difícil", alegam os consultores da Mackenzie que consideram que o sucesso da funcionalidade em alguns mercados deve ser encarado como uma moda passageira.





Notícias Relacionadas:

2004-10-22 - Conteúdos móveis crescem em Portugal liderados pelo entretenimento


2003-07-07 - Conteúdos móveis geram 1,3 mil milhões de dólares por ano na Ásia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.